Só houve você...


Só houve você.
Isso é cruel.
Todas as minhas lembranças boas são ruins :
são suas lembranças.
Posso olhar o passado e estamos lá,
nós dois quando ainda éramos um.
É lá que mora a paixão,
que tento sufocar
com as pedras que recolho
pela minha estrada vazia.

No breu do que se foi é que está
o que aprendi do amor.
Não quero lembrar que foi bom.
Será que foi ?
Posso ainda sentir seu cheiro,
misturado com o cheiro de mato,
e ver nossos corpos se amando
no silêncio do nada,
as estrelas testemunhando nosso prazer.
Sinto ainda o seu abraço,
seu coração batendo tão perto do meu.
Seus olhos tinham um brilho inocente
e a luz da cumplicidade.
Foi então que me tornei parte de você.
Respirava seu ar,
caminhava seus passos,
sonhava seus sonhos.
Parecia tudo tão simples.
Então perdi você e me perdi
junto com tudo o que se foi.
O que consigo lembrar é só dor.
Uma dor profunda
de vê-lo cada vez mais longe
e ter a sensação que dentro de você
vai uma parte de mim



...volta ao Caos