IV Elementos


Se eu pudesse queria ser fogo.
Só para poder queimar e consumir
as coisas boas na chama alegre,
as ruins na brasa sofrida.
Se eu pudesse ser mais um pouco,
seria o ar...
a brisa leve, mansa da paz,
ou o vendaval da paixão.
Poderia ser a água,
primeiro para nutrir
e deixar a vida crescer,
afogar meus medos e fantasmas
de tantas noites insones.
Se não fosse pedir muito
ser a terra,
mãe da semente,
fértil ao alimento,
barro do artesão,
criação.

Por fim o chão duro.
Dura realidade
funda o bastante
para enterrar meus sonhos.



...volta ao Caos