Não tenham piedade...


Não tenham piedade de mim.
Não sou digna de pena.
Sou como qualquer um.
O fato de não saber amar
é a simples conseqüência
de não saber o que é amor.
A paixão conheço bem.
A dor eu sei de cor.
O amor ?
Existe definição ?
Não é como o fogo,
não queima.
Talvez more em algum olhar,
num olhar de paz,
ou até se encontre num sorriso simples...
não sei ao certo.
Quem sabe se percebe o amor num toque
uma mão tocando minha mão
sem palavras,
ou então em um beijo,
um beijo profundo,
fundindo nossos corpos em um.
Intenso como a vida,
eterno como o nada.
A alegria do amor
não cabe em mim,
muito menos suas paz.
Tenho um coração inquieto,
um desejo feroz...
e a tristeza de quem nunca amou.


...volta ao Caos