O presente é tão difícil...


O presente é tão difícil de se viver.
É tão breve,
como uma partícula
perdida entre o passado e o futuro,
que me apego a lembranças,
tão poucas e raras,
mas que consolam minhas noites vazias.
A noite é minha casa,
me envolve no nada
e nela vivo a plenitude da minha dor.
É estranha a sensação
de ter tão pouco para lembrar
e no entanto só ter isso como motivo.
O passado é meu porto seguro
e ao mesmo tempo meu karma.
Tenho um certo prazer
em apenas lembrar
e um medo imenso de viver.
Talvez eu nunca consiga amar completamente,
mas o que é o completo perto do absoluto ?
Gostaria de ter a coragem
dos que vivem sem medo de sofrer.
A coragem de poder viver,
simplesmente viver.
Meu presente é vivido
pelas poucas coisas boas
que consigo guardar em meus olhos.
O futuro parece um lugar distante.
Onde eu nunca irei chegar.



...volta ao Caos