Autor: RODRIGO SIQUEIRA
Origem do texto: Free-lance para a Folha, em Darmstadt 
Editoria: INFORMÁTICA Página: 6-5
Edição: Nacional APR 19, 1995
Vinheta/Chapéu: INTERNET 

Evento avalia como melhorar uso da rede
Reunião na Alemanha discutiu maneiras para facilitar acesso ao
sistema multimídia por empresas e instituições de ensino
Rodrigo Siqueira - Free-lance para a Folha, em Darmstadt

    Durante a Terceira Conferência Internacional da World Wide Web, que aconteceu na semana passada em Darmstadt (Alemanha), as novidades ficaram por conta de técnicas de acesso à rede World Wide Web (sistema de acesso multimídia) da Internet. A Internet é a maior rede mundial de computadores, com cerca de 30 milhões de usuários.

    O evento foi organizado pelo Fraunhõfer Institute for Computer Graphics, que reuniu universidades, laboratórios de pesquisa, indústrias, empresas e centros tecnológicos com a participação de cerca de 1.600 pessoas de mais de 40 países.

    Foram apresentadas novidades de tecnologia em software, ferramentas de utilização e desenvolvimento da Internet, assim como propostas para os problemas emergentes de sua repentina sofisticação e crescimento exponencial.

    Com workshops, palestras, demonstrações e apresentações de artigos, foram mostradas as enormes oportunidades da www nas áreas de educação, comércio, pesquisa. Questões de segurança, direito autoral, padronizações e ferramentas para criar serviços dentro da rede e explorar melhor seus recursos também foram temas de discussão.

    O impacto na área comercial ficou claro quando empresas mostraram como estavam obtendo mais sucesso utilizando a rede para fazer negócios. Havia desde revendedores de carros e livrarias a agências de notícia e de propaganda mostrando inovações nas possibilidades de aplicação comercial, oferecendo serviços, produtos e catálogos.

    Para atrair usuários comuns e serviços comerciais, muitas empresas fornecem brindes, jogos, sorteios e até exposição de arte on line, deixando a propaganda e a venda discreta e divertida. Na área educacional, a Universidade de Southampton (Inglaterra) apresentou técnicas para usar a www no ensino e treinamento à distância. Muito mais do que apenas deixar as notas de aula disponíveis, com a www é possível criar um curso multimídia completo e interativo, onde o usuário pode aprofundar-se mais em um determinado item, consultar professores à distância e até mesmo fazer prova e obter nota.

    Entre as novidades, uma que chamou muita atenção foi a demonstração do VRML (Virtual Reality Markup Language), linguagem que permite navegação tridimensional e com movimento por ambientes virtuais como o interior de um edifício. Esses espaços de navegação contêm conexões com outros espaços (arquivos ou ambientes) armazenados dentro da Internet, dando a real impressão de estar em um mundo tridimensional na rede, onde a paisagem muda continuamente conforme os caminhos escolhidos.

    Porém, com tanta informação disponível, nem sempre é fácil encontrar onde esta aquela que realmente interessa. Para solucionar isso foi proposta uma colaboração entre os responsáveis pelas grandes "teias de aranhas indexadoras" para a troca de resultados entre si. Essas "teias de aranhas" (também conhecidas como "robôs") são programas que percorrem continuamente cada texto armazenado na rede e guarda em seu banco de dados o nome, endereço do arquivo e ainda um resumo do que ele contém.

    O resultado da busca fica disponível para quem quiser consultar. Mesmo com estes avanços, a rede ainda está em estágio embrionário, mas pronta pra decolar.